Micro e pequeno comércio terá R$ 100 milhões em crédito

O Governo do Estado de São Paulo divulgou a liberação de R$ 100 milhões em crédito, por meio do Desenvolve SP, aos micro e pequenos empresários.

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santa Cruz do Rio Pardo, Artur Alberto Andrade Araujo, o valor é baixo diante da necessidade dos comerciantes afetados pela quarentena imposta pelo governo em diversos momentos, há quase um ano desde o início da pandemia.

Segundo o presidente da ACE, o Governo Paulista terá que criar outras alternativas para apoiar o empreendedor em geral. “Esse crédito liberado está voltado para capital de giro de micro e pequenos empreendimentos”, destacou Artur preocupado com a situação financeira de muitos empreendedores de Santa Cruz.

“Acredito que em breve o Governador terá que anunciar um incremento de benefícios para a nossa classe para que possamos manter os negócios e também os postos de trabalho”, acredita o presidente.

Nesse contexto é importante que o empreendedor busque informações sobre esta linha de crédito que será totalmente digital, com solicitações 100% “on-line” no portal www.desenvolvesp.com.br. As solicitações podem ser feitas por micro ou pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. “

Para ter acesso ao crédito, a linha oferecida tem taxa mensal de 0,8% mais a Selic (taxa básica da economia brasileira) estipulada pelo Banco Central. O Desenvolve SP estendeu o prazo máximo de carência para 12 meses, com 60 parcelas mensais para quitação do empréstimo. O banco vai permitir que o empreendedor escolha entre o faturamento de 2019 e o de 2020 na negociação do empréstimo, o que dá mais flexibilidade ao serviço.

De acordo com o Governo do Estado a liberação do crédito será agilizada porque as garantias exigidas das empresas são pequenas. O Desenvolve SP tem respaldo do Fundo Garantidor de Investimentos (FGI) e o Fundo de Aval (FDA), criado pelo governo paulista, com recursos próprios, no início da pandemia.

 

Presidente da ACE, Artur Araujo pede para que o empresariado fique atento a liberação de crédito

Voltar à pagina anterior
Ver todas as notícias